Quem Somos

Jovens Repórteres para o Ambiente (JRA) é um programa internacional da Foundation for Environmental Education implementado em Portugal pela ABAE, que pretende contribuir para o treino do exercício de uma cidadania ativa e participativa, enfatizando a vertente do jornalismo ambiental.
Os jovens investigam (através de entrevistas, inquéritos, etc…) e interpretam questões ambientais / de sustentabilidade relevantes a nível local como se fossem jornalistas, reforçando os seus conhecimentos no domínio do ambiente, das línguas estrangeiras e das novas tecnologias e técnicas de comunicação. Desenvolvem ainda competências nas áreas da cidadania, iniciativa individual e trabalho em equipe,  análise crítica, responsabilidade social e  liderança.
Inicia-se com um projeto local, em que os jovens investigam, reportam e comunicam recorrendo aos jornais, internet e outros meios de comunicação.(ver metodologia JRA).

As escolas e jovens da rede JRA  têm ainda a oportunidade de participar e diversos  desafios, concursos  e atividades (como missões com a duração de vários dias), bem como oportunidade para intercâmbio com jovens de outras regiões de Portugal e dos mais de 35 países da rede Young Reporters for the Environment (yre.global).
Portugal, foi pioneiro neste projeto, continuando a ser um dos países mais ativos na rede YRE.

Como Participar

Podem participar grupos escolares (dos 11 aos 21 anos) ou free-lancers (dos 15 as 21 anos).
A inscrição é gratuita.

Para participar basta realizar uma inscrição em jra.abae.pt/portal.

A inscrição em nome da escola deve ser realizada através de um(a)  professor(a) coordenador(a). Caso não exista acompanhamento do estabelecimento de ensino onde se insere o(a)jovem, ele(a) pode, se possui idade igual ou superior a 15 anos, inscrever-se como freelancer

Depois, é desenvolver um projeto e publicar as reportagens sobre o mesmo.

PROJETO ESCOLA: a escola deverá ter acesso fácil à Internet para professores e alunos e estabelecer uma parceria com um órgão de comunicação social (local, regional ou nacional). O professor coordenador do projecto deverá guiar a investigação no terreno, e a apresentação e divulgação dos trabalhos de jornalismo ambiental.

PARTICIPAÇÃO INDIVIDUAL: “JRA free-lancer” – a metodologia é semelhante partindo-se do principio que o jovem possui autonomia para desenvolver uma investigação local e a reportar na rede.

Os Jovens Repórteres para o Ambiente investigam (através de entrevistas, inquéritos, etc…) e interpretam questões ambientais / de sustentabilidade relevantes a nível local como se fossem jornalistas, reforçando os seus conhecimentos no domínio do ambiente, das línguas estrangeiras e das novas tecnologias e técnicas de comunicação.

O projeto de investigação ambiental deverá incidir sobre as problemáticas de desenvolvimento sustentável a nível local.
Alguns dos temas: Agricultura; Cidades; Água; Energia; Resíduos; Litoral; Biodiversidade; Floresta; Alterações Climáticas; ou outro.

As escolas deverão, sempre que possível, cooperar com as outras escolas da rede.

Participa nos Seminários, Missões e Concursos do programa JRA!

Relatório de Atividades JRA 2016
Tartaruga

Tartaruga

18/12/2014

Floresta

Floresta

21/09/2014

Cascata

Cascata

21/09/2014

Água

Água

21/09/2014