Bioria, conhecer para proteger

O Bioria é um projeto de conservação da natureza e biodiversidade implementado pela Câmara Municipal de Estarreja, em plena Ria de Aveiro, sob o lema “conhecer para aprender a valorizar e conservar”.


A preservação das zonas húmidas é fundamental devido aos importantes serviços de ecossistemas que nos prestam como: produção e renovação da água doce, regulação do ciclo hidrológico em especial em caso de inundações; “reservatórios” de biodiversidade e “nurseries” de muitas espécies , regulação do clima, proteção costeira.
As principais ameaças nesta zona húmida  são a destruição direta de habitats para e a poluição direta(esgotos) e difusa(ex: herbicidas). As espécies invasoras, como a acácia, a erva das pampas e até a vespa asiática, recém-chegada a esta área, têm também sérios impactes na biodiversidade local.
Do projeto Bioria que visa a conservação e proteção desta zona húmida consta também a criação de uma Rede de Percursos Pedestres e Cicláveis como o percurso de Salreu, reportado neste vídeo. Criado em 2005, estende-se por uma extensa zona lagunar, com campos de arroz, sapais, juncais e caniçais, onde podemos encontrar espécies como a garça-vermelha, a garça-real, a águia-sapeira, o colhereiro, entre muitas outras.

Considerando que(segundo a Associação Zero): as zonas húmidas são 50% mais eficazes a sequestrar carbono que floresta; 50% do azoto é fixado pela vegetação aquática, típica destes ecossistemas;  cerca de 70% das zonas húmidas estão ameaçadas (embora representem apenas 0,3% da superfície terrestre) é fundamental conciliar atividades humanas sustentáveis que tenham em conta a fragilidade destas áreas.


Bioria is a project for nature and biodiversity conservation implemented by the Municipality of Estarreja, in the middle of Ria de Aveiro, under the motto “know to learn to value and conserve”.

The preservation of wetlands is fundamental due to the important ecosystem services provided to us, such as: production and renewal of fresh water, regulation of the hydrological cycle, especially in case of floods; “Reservoirs” of biodiversity and “nurseries” of many species, climate regulation and coastal protection.

The main threats in this wetland are the direct destruction of habitats for and direct (sewage) and diffuse pollution (herbicides). Invasive species, such as acacia, pampas grass and even the Euroasian wasp, recently arrived in this area, have also serious impacts on the local biodiversity.

From the Bioria project that aims for the conservation and protection of this wetland, there is also the creation of a Network of walking trails and bike paths as the route of Salreu, reported in this video. Created in 2005, it extends through an extensive lagoon area, with rice fields, reed marshes and juncal fields, where we can find species such as the red heron, grey heron, western marsh harrier, the eurasian spoonbill, among many others .

Considering that (*): wetlands are 50% more effective at sequestering carbon than forests; 50% of the nitrogen is fixed by the aquatic vegetation, typical of these ecosystems; about 70% of wetlands are threatened (although they represent only 0.3% of the land surface), it is essential to balance sustainable human activities taking into account the fragility of these areas.

 

Alunos envolvidos no projeto: Beatriz Martins; Beatriz Rosa; Cláudio Silva; Lara Pereira

Escola: Escola EB 2,3 da Madalena

Data: 28.02.2017

Partilha esta reportagem em