Tema JRA: Litoral

Praia, que Futuro?

Praia, que Futuro?

As praias são um dos pilares do ecossistema marinho.
Muitas pessoas esquecem-se disso e cada vez mais temos as praias poluídas, que por sua vez poluem os oceanos causando danos à vida marinha e consequentemente à vida terrestre, provocando também o aquecimento global.
É urgente promover a limpeza das nossas praias e garantir que o futuro seja mais promissor que o presente e que o passado.
O futuro do nosso Planeta está nas nossas mãos…vamos Mudar e Salvar o Nosso Planeta.

Um mar de redes!

Um mar de redes!

De acordo com a organização não-governamental Animal Protection, cerca de 100 mil baleias, golfinhos, focas, leões-marinhos e tartarugas morrem todos os anos devido às redes de pesca que são abandonadas no mar e que a Organização das Nações Unidas estima serem 640 mil toneladas anuais. Num relatório publicado pela Greenpeace no final de 2019, este valor representava mais de 85% dos resíduos plásticos encontrados no fundo do mar. Recorde-se que há 10 anos atrás, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura estimavam ser este valor de “apenas” 10%.

Armadilha ilegal encontrada na Baía de São Martinho do Porto

Armadilha ilegal encontrada na Baía de São Martinho do Porto

No dia 28 de maio, numa saída de campo de Coastwatch foi encontrada um armadilha de pesca ilegal por parte dos alunos das Escola Secundária de Camões

NÃO LIXES  –  Antes da pandemia, uma limpeza na praia da Barra.

NÃO LIXES – Antes da pandemia, uma limpeza na praia da Barra.

“NÃO LIXES” um movimento super amigo do nosso planeta. Este movimento cívico ambientalista tem como objetivos a promoção de valores e práticas ecológicas. Desenvolve atividades para reduzir comportamentos nocivos para a saúde do planeta, ações de sustentabilidade ambiental e de contacto com a natureza. Foi fundado por Fernando Jorge Paiva, mais conhecido por Joca. Este tem dinamizado diversas ações de sensibilização em diversos locais do país em particular no distrito de Aveiro de onde é oriundo. O movimento tem posto em prática diversas atividades de limpeza de resíduos e uma delas ocorreu com toda a comunidade Educativa da Gafanha da Nazaré. Precedida de uma ação de sensibilização, esta limpeza de praia juntou num sábado de manhã cerca de 60 pessoas que munidos de sacos e luvas recolheram e separaram os resíduos encontrados no areal da Praia da Barra.