Simbiose entre Homem, Animal e Natureza. A cooperação de ambos.
Jan14

Simbiose entre Homem, Animal e Natureza. A cooperação de ambos.

A relação entre o Homem-Natureza é uma das mais controversas. Geralmente, o Homem usufrui da natureza para fins fabris, a partir da qual extrai toda a matéria prima para uso industrial. Por conseguinte, esta é “maltratada” pelos processos industriais q …

Saber mais
Da ideia à prática
Nov30

Da ideia à prática

Alunos do segundo ano do Curso Técnico de Audiovisuais da OFICINA abraçam desafio lançado pela equipa do Eco-Escolas, que propôs abordar o tema das catástrofes naturais.

Saber mais
Viajem no tempo até ao passado tropical de Lisboa
Jun15

Viajem no tempo até ao passado tropical de Lisboa

Sabe o que são briozoários? Sabia que há 22 milhões de anos existiam recifes em Lisboa? Na Rua Sampaio Bruno, em Campo de Ourique, é possível encontrar um Geomonumento que nos permite fazer uma viagem no tempo até um passado tropical de Lisboa. Esta fotorreportagem dá a conhecer um pouco a nossa história anterior à nossa história enquanto espécie.

Saber mais
Rio Trancão é nome de poluição? Estudo revela que já não é bem assim
Jun14

Rio Trancão é nome de poluição? Estudo revela que já não é bem assim

O Rio Trancão, cuja foz está em pleno Estuário do Rio Tejo, foi considerado um dos mais poluídos da Europa. Entre outros contaminantes, o Trancão foi vítima durante muitos anos de indústrias, por exemplo, no Complexo Químico de Quimigal, que usavam mercúrio nos seus processos de fabrico. Uma parte deste mercúrio encontra-se depositada nos sedimentos do leito do rio, os quais foram agora estudados por um grupo de alunos do Colégio Valsassina em parceria com investigadores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Os resultados são animadores, pois os valores médios de mercúrio são inferiores aos esperados e sugerem que a Foz do Trancão não pode ser classificada como uma área sob riscos graves associados à contaminação de mercúrio.

Saber mais
BioLousada vai à Mata de Vilar, um Oásis para a Biodiversidade
Jun5

BioLousada vai à Mata de Vilar, um Oásis para a Biodiversidade

O BioLousada ocorre mensalmente e incentiva a descoberta, a proteção e a valorização da fauna e da flora do concelho, por parte dos cidadãos. A primeira atividade realizada no mês de maio, teve como local a Mata de Vilar e pretendeu alertar os participantes para os comportamentos irresponsáveis que afetam negativamente a biodiversidade, assim como, permitiu observar e conhecer as espécies lá presentes. Dando ainda a conhecer o elevado interesse deste local, com uma extensão de 14 hectares, considerada a maior mancha de floresta nativa do concelho constituída por cerca de 110 espécies arbóreas, entre as quais, carvalhos e até mesmo sequoias. Estão também presentes 66 espécies de vertebrados. Nos últimos 8 anos, a Mata de Vilar tem sido alvo de várias ações de melhoramento ambiental, incluindo a remoção de plantas invasoras, reflorestação com espécies nativas e a criação de três charcos.

Saber mais
O relevo do litoral entre o Cabo Espichel e a Costa de Caparica
Mai23

O relevo do litoral entre o Cabo Espichel e a Costa de Caparica

Entre o cabo Espichel e a Costa de Caparica existe um litoral repleto de formas de relevo, esculpidas quer pelo mar, quer por outros agentes erosivos. A sua formação é exemplo, não só da dinâmica recente do oceano, mas de processos geológicos que ocorreram há milhões de anos atrás. Para além das formas de relevo é importante referir a existência de um sistema dunar parcialmente destruído e que atualmente conta com um programa para a sua recuperação. Conhecer estes “monumentos naturais” e a função dos sistemas dunares para a proteção da costa é fundamental para a sua preservação. Saída de Campo de Geografia 8º ano Escola Alemã de Lisboa Ano Letivo 2017/2018

Saber mais