Em defesa da biodiversidade marinha contra a devastadora poluição humana
Mai24

Em defesa da biodiversidade marinha contra a devastadora poluição humana

O Percebe da Madeira (Lepas Anatifera) é um crustáceo da família Lepadidae que se desenvolve habitualmente em ambientes pelágicos (camada superficial do oceano). Esta espécie é frequentemente encontrada nas praias, fixa em vários detritos, tais como garrafas de plástico, peças de vestuário, pedaços de madeira e outras estruturas flutuantes que, como sabemos, são cada vez mais introduzidas no mar devido à forte poluição humana.

Saber mais
Herb – Bee!
Mai21

Herb – Bee!

As I walk through the spaces of my school, one more copy of orchid! Ophrys apifera! The orchid uses the flowers to attract the insects to pollinate their flowers and as the orchids do not have nectar, the disguise and the scent of the flowers is attractive for some insects that try to mate with the “insect flowers” and, in the process, pollinate the flowers. This phenomenon was studied by Charles Darwin, who in 1885 published a work on pollination of orchids.

Saber mais
Erva-Abelha
Mai21

Erva-Abelha

Ao caminhar pelos espaços da minha escola, mais um exemplar de orquídea! Ophrys apifera! A orquídea usa as flores para atrair os insetos para polinizar as suas flores e como as orquídeas não têm néctar, o disfarce e o perfume das flores é o atrativo para alguns insetos que tentam acasalar com as “flores-insetos” e, no processo, polinizam as flores. Este fenómeno foi estudado por Charles Darwin, que em 1885 publicou uma obra sobre a polinização das orquídeas.

Saber mais
Riqueza em Serapias!
Mai21

Riqueza em Serapias!

No jardim da escola, com uma área silvestre, encontramos muitas orquídeas selvagens da espécie, Serapias parviflora! As orquídeas portuguesas são terrestres, crescem no solo, a maior parte em zonas de campo aberto ou pouco arborizadas. É obrigatório também lembrar que todas as espécies de orquídeas portuguesas estão protegidas e ameaçadas. Não apanhem as flores, admirem-nas, fotografem-nas, mas deixem-nas ficar para serem polinizadas e assegurarem a continuação da sua existência.

Saber mais
‘Warts’
Mai21

‘Warts’

You must have seen in some leaves several ‘warts’ of curious form! Well, these ‘warts’ actually have a proper name: galls. Galls are leaf modifications induced in plants by many invertebrate groups such as helminths, flies, wasps and even by bacteria and fungi. Unlike the symbiotic relationship between plant roots and fungi, in which both are benefited, this association between the plant and the galling organism does not bring benefits to the vegetable. However, the canker ensures the protection and nutrition of your eggs, allowing for their reproductive success and dispersal.

Saber mais
Galhas ou verrugas!
Mai21

Galhas ou verrugas!

Já deve ter visto nalgumas folhas várias ‘verrugas’ de formado curioso! Pois bem, estas ‘verrugas’ na verdade tem um nome próprio: galhas. As galhas são modificações foliares induzidas nas plantas por muitos grupos de invertebrados como helmintos, moscas, vespas e até mesmo por bactérias e fungos. Diferentemente da relação simbiótica entre raízes de plantas e fungos, em que ambos são beneficiados, essa associação entre a planta e o organismo galhador não traz benefícios para o vegetal. Porém, o galhador garante a proteção e nutrição de seus ovos, permitindo o seu sucesso reprodutivo e dispersão.

Saber mais