Desigualdades Insustentáveis
Jun14

Desigualdades Insustentáveis

Designa-se por habitações precárias aquelas que não têm infraestruturas básicas, tais como instalações sanitárias, água potável e canalizada, entre outras. Para retratar estas situações, foi fotografada, uma zona habitacional nos arredores de Viseu (Teivas). Expõe, de forma clara, a falta de condições de habitabilidade. Ao observar a fotografia, verifica-se a existência de uma fonte de água corrente, contudo esta é imprópria para consumo. Na maioria das vezes estas situações devem-se a fatores económicos, no entanto muitas vezes estão presentes factores socioculturais e consequências ambientais. Um mundo sustentável passa pela resolução destas desigualdades, como refere o 10.º ODS da Agenda 2030.

Saber mais
Avaliar a Qualidades das Águas Através da Observação de Macroinvertebrados Bentónicos
Jun13

Avaliar a Qualidades das Águas Através da Observação de Macroinvertebrados Bentónicos

O presente artigo relata uma saída de campo, realizada no âmbito da disciplina de Biologia e Geologia, com destino à Ribeira de Odeleite. Os objetivos desta saída de campo foram os seguintes: avaliar a qualidade da água da ribeira através da observação de macroinvertebrados bentónicos e observar a biodiversidade do local. Os alunos ficaram a conhecer melhor todas as espécies vegetais existentes na Ribeira de Odeleite assim como ficaram mais elucidados acerca dos seres que vivem em águas mais poluídas ou em águas menos poluídas. Esta atividade alargou mais os conhecimentos dos alunos sobre os métodos utilizados para avaliar a qualidade da água das ribeiras, nomeadamente através da observação de macroinvertebrados bentónicos.

Saber mais
ODELEITE – PARAÍSO DE BIODIVERSIDADE
Jun13

ODELEITE – PARAÍSO DE BIODIVERSIDADE

Somos alunas do 10ºAno do Curso de Ciências e Tecnologias e realizámos uma saída de campo no âmbito da disciplina de Biologia e Geologia onde tivemos oportunidade de nos documentar para a realização desta reportagem. Esta reportagem tem como objetivo mostrar a biodiversidade dos nossos ecossistemas, em particular do ecossistema da Ribeira de Odeleite, localizada na Serra do Caldeirão (futura Estação de Biodiversidade do Algarve) e sensibilizar para a importância da sua conservação. Pretendemos ainda mostrar como através de uma técnica simples, observação de macroinvertebrados bentónicos, podemos avaliar a qualidade da água da Ribeira.

Saber mais
Microfibras sintéticas: uma verdade escondida
Jun12

Microfibras sintéticas: uma verdade escondida

Todos os dias microfibras sintéticas são atiradas das nossas máquinas de levar roupas para a estação de tratamento de águas residuais/ETAR. Contaminam rios, lagos e oceanos e são absorvidas pelos peixes e acabam por fazer parte de uma cadeia alimentar, na qual os seres humanos estão no topo.

Saber mais
EcoPontas: combate às beatas
Jun11

EcoPontas: combate às beatas

O Instituto da Soldadura e Qualidade (ISQ), a Câmara Municipal de Guimarães, o Laboratório da Paisagem, em Guimarães, e o Centro de Valorização de Resíduos foram premiados pelo desenvolvimento do projeto EcoPontas. Com o propósito de recolher as pontas de cigarro, procurando assim, evitar o atirar das beatas para o chão, colocando mobiliário urbano com fim específico de alterar hábitos pouco sustentáveis dos fumadores. As pontas de cigarro, também denominadas de beatas, são um dos elementos mais poluentes. “Uma ponta de cigarro num litro de água é equivalente a esgoto doméstico”, revela o Engenheiro Nuno Silva, do Laboratório da Paisagem.

Saber mais
Vamos ajudas as nossas ribeiras!!!
Jun11

Vamos ajudas as nossas ribeiras!!!

Esta videocampanha pretende sensibilizar para a necessidade de preservarmos as nossas ribeiras não as poluindo, promovendo e participando em ações de limpeza das espécies invasoras. Surge na sequência de uma saída de campo à Estação EBIO da Ribeira do Alportel, que tinha como objetivo principal verificar a qualidade da água a partir da análise dos macroinvertebrados bentónicos. Em seguida removemos a espécie invasora Arundo donax (cana comum), que põe em causa a biodiversidade da ribeira. Mais ações destas, permitem monitorizar a qualidade da ribeira e remover as espécies invasoras de forma a melhorar a assegurar uma melhor sustentabilidade da mesma.

Saber mais