Sapal de Corroios: um ambiente rico em biodiversidade mas também em lixo e sucata

O sapal de Corroios desempenha um papel vital para as populações de peixes, bivalves, crustáceos e aves limícolas, residentes e migratórias do estuário do rio Tejo, a maioria das quais oriunda do norte da Europa. No inverno, podem permanecer nesta área 5 a 10 mil aves. A vegetação aqui existente apresenta uma grande produtividade biológica e a capacidade de despoluição das águas. O Observatório de Aves no Sapal de Corroios localiza-se na Ponta dos Corvos na Península do Alfeite, em Corroios, Seixal. O projeto arquitetónico inovador é da autoria do arquiteto David Seabra, tendo sido utilizados plásticos reciclados. Está completamente integrado na paisagem. É uma importante estrutura de apoio à conservação da natureza, com um grande valor turístico. Contudo, numa visita realizada em maio revelou a necessidade de olhar para este observatório com cuidado. A presença de muito lixo afeta a biodiversidade e o equilíbrio deste ecossistema tão importante.


observatorioAves2

Observatório de aves do sapal de Corroios: uma estrutura única no Distrito de Setúbal, determinante para a conservação da natureza, que precisa atenção.

***

O Sapal de Corroios é a zona húmida mais bem conservada de todo o estuário do Tejo, a sul de Alcochete, sendo de destacar a elevada biodiversidade. O Observatório de Aves aqui existente é uma importante estrutura de apoio à conservação da natureza, mas que precisa de ser mais cuidada.

 

 

 

 

 

Alunos envolvidos no projeto: 12º1A. Colégio Valsassina

Escola: Colégio Valsassina

Data: 15.06.2016

Partilha esta reportagem em