Renova, uma empresa Amiga do Ambiente

Depois de uma visita à Renova, descobrimos que esta empresa tem procedimentos amigos do ambiente


É elaborado um relatório anual para a Agência do Ambiente, de forma a averiguar-se o estado do afluente, bem como, se todos os processos ocorrentes se encontram dentro das normas. Aproximadamente 55 mil toneladas de papel são recicladas constituindo uma alternativa à pasta virgem, pelo que cerca de 30% do papel é reutilizado. No entanto, só é possível aproveitar 60% do papel que utilizamos no nosso dia-a-dia.

Os clientes poderão escolher entre um mix de pasta virgem e pasta reciclada ou em separado. A maior parte do papel é de origem nacional, mas por vezes é comprado a Espanha, a operadores licenciados.

Os montes de papel que se observam na fotografia são desperdícios de embalagens danificadas ou rolos que ainda não estavam acabados, obtendo-se assim as fibras de celulose. Cerca de 10% do desperdício interno é reutilizado. O papel é desagregado numa máquina com a ajuda do calor, sendo transformado numa pasta, sendo utilizada água e energia (gás natural). Durante as várias etapas da crivagem todos os contaminantes são retirados exemplos: tinta, cola, verniz e agrafos. Os resíduos que estão muito contaminados, são compactados e colocados em aterro. A pasta de papel é limpa dentro de um taque que movimenta a água de forma a que os contaminantes sejam direcionados para o fundo do mesmo, conseguindo assim separá-los da pasta de papel. Este processo é controlado através de computadores e por técnicos supervisores.

O objetivo é obter um papel com uma boa consistência, assim utilizam-se crivos para apertar as malhas.

A flotação serve para retirar as partículas de tinta do papel. A pasta tem que ser bem diluída no tanque, adicionando muita água e sabão, para que as partículas fiquem retidas na espuma. Esta espuma vai diretamente para a ETAR para ser tratada.

Depois de algumas etapas de branqueamento, a pasta está pronta para ser enviada para os clientes, as máquinas de papel. A pasta depois de prensada é transportada dentro de camiões.

As lamas finais poderão ser aproveitadas para a compostagem ou serão colocadas em aterro.

Para além da preocupação ambiental, esta empresa também tem um cuidado especial com os produtos finais. São retiradas amostras de variados produtos, para posterior analise de qualidade, dos seguintes parâmetros: gramagem, resistência e espessura entre outros.

Por dia cerca de 90 camiões transportam para distribuição o papel produzido nesta empresa.

 

Alunos envolvidos no projeto: Paula Rodrigues; Natacha Almeida

Escola: Escola Superior de Educação de Santarém

Data: 06.12.2019

Partilha esta reportagem em