Praia das Avencas – Um passado tropical

Há 120 a 95 milhões de anos ,a Praia das Avencas constituía um verdadeiro Paraíso tropical evidenciado pelas formações rochosas e fósseis observados nas suas arribas e na plataforma rochosa. Durante uma visita a este local observaram-se não só formações rochosas que evidenciam o ambiente tropical lagunar, mas também formações que ilustram momentos mais conturbados na história desta praia.


O filão basáltico e as falhas, contemporâneos da intrusão magmática da Serra de Sintra, revelam momento de grande atividade tectónica na região

 

O filão basáltico surge neste afloramento dividido em duas partes

 

Na praia surge mais uma evidencia da divisão do filão basáltico

 

Numa época em que o fluxo térmico da região seria elevado formaram-se depósitos de calcite.

 

As Orbitulinas (ser vivo unicelular do Cretácico inferior) reinaram nas águas calmas, quentes e sem poluição (O Homem ainda não tinha aparecido na Terra!)

 

E nas argilas provenientes do meio continental, pequenos seres vivos escavavam túneis, hoje fossilizados.
Esta Praia foi um Paraíso e pode permanecer um Paraíso – com a colaboração de todos.

 

Alunos envolvidos no projeto: Manuel Pohl Figueiras

Escola: Escola Secundária de S. João do Estoril

Data: 15.06.2018

Partilha esta reportagem em