Fruta feia vs. fruta bonita

This slideshow requires JavaScript.

Apela-se à aquisição de produtos em mercados locais, ao consumo de alimentos biológicos e o menos processados possível, assim como ao consumo de alimentos da época e da região. Pretende-se evitar o consumo dos alimentos “mais bonitos”, bem como mudar a ideia pré-concebida de que os alimentos mais atrativos são os melhores. Não raras vezes, a “fruta bonita” está mais contaminada com agrotóxicos e outras substâncias potencialmente nocivas o ambiente e para a saúde humana.

 

Alunos envolvidos no projeto: Catarina Rodrigues; Teresa Espada

Escola: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa

Data: 10.06.2019

Partilha esta reportagem em