Estufa Fria: Uma pedreira rica em biodiversidade

Localizada no Parque Eduardo VII, no centro de Lisboa. A estufa fria dá a conhecer uma grande variedade de espécies ao público em geral.


A Estufa Fria contém centenas de espécies de plantas diferentes oriundas de todo o mundo, e permite aos visitantes andar por entre lagos, cascatas, regatos e várias estátuas.

Está dividida em 3 partes: Estufa Fria, Estufa Quente e Estufa Doce.

A Estufa Fria é a principal área, e o seu nome deve-se ao facto de lá não existir qualquer sistema de aquecimento, apenas um ripado de madeira. Aqui estavam as Estrelícias e os Brincos-de-Princesa.

A Estufa Quente possui uma cobertura de vidro que possibilita o aquecimento do ar, favorecendo o desenvolvimento de plantas de climas tropicais. Nesta parte da estufa encontravam-se o Hibisco, a Orquídea Sapatinho e a Tradescancia.

A Estufa Doce, a mais pequena, tem a mesma cobertura de vidro que a Estufa Quente e abriga as chamadas plantas gordas (plantas com folhas grossas e gelatinosas), com especial destaque para os cactos. A Coroa-de-Cristo também se localiza aqui.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Alunos envolvidos no projeto: Bernardo Guerreiro; Carina Dias

Escola: Escola Profissional Ciências Geográficas

Data: 04.01.2018

Partilha esta reportagem em