A luta do mar para derrubar 3 gigantes

No litoral de Esposende facilmente se avistam as 3 torres que se erguem junto à praia de Ofir. Desde os anos 70 que se ergueram estas torres habitacionais, bem junto ao areal da praia de Ofir. Rapidamente o mar foi ganhando espaço à praia e, atualmente, este chega a ruir as construções erguidas por homens. Seguiram-se inúmeras tentativas de conter os avanços do mar. Atualmente é visível a obra de engenharia que o Homem construiu para lutar contra a erosão costeira.


Panorama da praia da bonança

Reflexo na água das três torres de ofir…

Casas à beira mar que se encontram ameaçadas, mesmo com as mangas de areia.

As ondas ultrapassam as dunas e mangas de contenção.

Corredor de mangas (tuboflex)

 

 

Mangas de areias com 2,40 metros.

Cumprindo o Plano de Ação para o Litoral Norte, a intervenção de defesa na praia da Bonança, em Ofir, incluiu a colocação de mangas de areia de grandes dimensões como uma das medidas para conter a erosão costeira. A expectativa da eficácia das medidas anunciadas em 2016 parecem não acompanhar a realidade, pois há sinais que as dunas e paredes de suportes de casa estão a ceder face à força  da natureza.

 

 

 

Em 2002, o então ministro do ambiente advertiu que poderia vir a ser necessário a demolição das torres de Ofir. Desde então tem-se travado uma luta enorme contra a erosão costeira desta zona, no entanto, é visível que esse grande investimento financeiro parece não conseguir reverter as previsões traçadas em 2002.

Marcas da força da água que destrói casa de férias.

 

Alunos envolvidos no projeto: Luís Martins

Data: 21.03.2019

Partilha esta reportagem em