Venha mergulhar numa albufeira de sensações

Atualmente, a Amieira Marina é um dos maiores pontos turísticos do concelho de Portel, atraindo aproximadamente 30 mil passageiros por ano.

O projeto Amieira Marina, localizado junto à aldeia da Amieira, em preparação desde 2004, foi inaugurado no dia 1 de junho de 2006.

Porto da Amieira Marina

Porto da Amieira Marina

A Marina oferece um vasto leque de serviços: a possibilidade dos clientes estacionarem os próprios barcos na água e em terra, oficina, bar-esplanada, loja de conveniência e restaurante panorâmico.

Com intuito de contribuir para um desenvolvimento ambiental mais sustentável, a Amieira Marina possui vários ecopontos para a triagem dos resíduos espalhados pelas instalações; esta realiza também a separação de gorduras e óleos provenientes do restaurante e da oficina, ajudados pela empresa Eco Partner.

Para contribuir para a sustentabilidade ambiental, os barcos da marina possuem um reservatório que armazenará os resíduos originados por estes para a prevenção de marés negras. Esses resíduos serão tratados posteriormente numa ETA construída especialmente para o tratamento dessas águas.

O serviço mais rentável e popular da Marina (core-business) é o aluguer de barcos-casa. Hoje em dia, possui uma frota de 15 barcos-casa alugados por 300€ a noite, sendo duas noites o mínimo de tempo de aluguer.

Os barcos-casa podem ser conduzidos por qualquer pessoa, mesmo que esta não possua carta de marinheiro, podendo navegar por toda a albufeira sem estar dependente de um condutor; para isso terá apenas de assistir a uma formação prestada pela equipa da marina.

Estas embarcações podem variar em tamanho, número de divisões e lotação, sendo a capacidade do barco maior, 12 pessoas. Todas elas têm em comum o facto de serem autossustentáveis e eco-friendly por utilizarem energia proveniente de painéis solares instalados no próprio barco.

Nos barcos-casa, os clientes têm a possibilidade de realizar várias atividades enquanto apreciam as magníficas paisagens alentejanas, sendo uma destas a pesca.

Barco-casa que pode ser alugado na Amieira Marina

Barco-casa que pode ser alugado na Amieira Marina

Nos últimos anos, em torno desta atividade têm surgido vários problemas como a colocação de armadilhas ilegais de lagostins na albufeira, bem como a pesca ilegal de espécies protegidas, tal como o barbo, a carpa e a achigã. Estas espécies podem ser pescadas, no entanto, têm de ser devolvidas ao seu habitat, coisa que não acontece com frequência.

Clientes mais conservadores que procuram não arranjar problemas, pescam estas espécies na parte espanhola do Alqueva, onde não serão incomodados visto que não há qualquer tipo de proteção das mesmas.

Habitantes locais têm alertado as autoridades para este problema, no entanto, estas não mostram qualquer tipo de interesse em atuar. No futuro, a população espera uma mudança de atitude por parte das mesmas para prevenir a extinção destas espécies.

 

Ana, Cláudia e Susana

Fotos cedidas pelo colega JRA Rúben Pereira

 

Alunos envolvidos no projeto: Ana Cruz Rosa; Cláudia Costa; Susana Almeida Santa Rita

Data: 10.04.2016

Partilha esta reportagem em