Um pequeno grande problema

No dia 27 de maio foi realizada uma ação no Rock in Rio Lisboa 2016, com o objetivo de sensibilizar o público para a problemática das beatas enquanto resíduo. A atividade foi promovida pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), contando com a participação de cerca de 150 pessoas.


No dia 27 de maio foi realizada uma ação no Rock in Rio Lisboa 2016, com o objetivo de sensibilizar o público para a problemática das beatas enquanto resíduo. A atividade foi promovida pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), contando com a participação de cerca de 150 pessoas.

Antigos Jovens Repórteres para o Ambiente recolhem beatas com litter pickers.

As beatas são um resíduo menosprezado, dado que a maioria das pessoas não tem consciência das consequências que o “simples” gesto de deitar uma beata para o chão pode ter no ambiente. As beatas demoram, no mínimo, dois anos a degradar-se, sendo que alguns componentes demoram mais. Os restos de tabaco presentes nas beatas, juntamente com a água da chuva, formam um fluido tóxico, que acaba por escorrer até rios e lagos prejudicando os seus ecossistemas. Vários são os relatos de animais encontrados com beatas no seu interior, quando as beatas estão no chão são de fácil acesso a crianças, podem causar incêndios, entre outros problemas relacionados.

Nas três primeiras noites do Rock in Rio Lisboa 2016 estiveram presentes cerca de 197 mil pessoas. Se assumirmos que 25% da população portuguesa fuma, se cada pessoa fumar 10 cigarros por noite, terão sido deitadas ao chão cerca de meio milhão de beatas.

Perante esta situação, a ABAE promoveu uma ação de sensibilização no âmbito da campanha Litter Less que visa informar e motivar as pessoas a terem comportamentos mais corretos relativamente aos resíduos. Na ação “Litter Less: caça beata” foram distribuídos cerca de trinta litter-pickers pelos participantes e garrafas de plástico vazias, para se proceder à recolha de beatas. Durante as duas horas da ação recolheu-se o equivalente a 15 “litros” de beatas!

De modo a reconhecer o trabalho dos participantes, e também como forma de incentivo à participação, quem recolheu um número mínimo de beatas, integrou um sorteio de uma action cam. Foi Roberta Medina, da organização do Rock in Rio, a retirar a senha do participante vencedor.

 

Alunos envolvidos no projeto: Madalena Xavier; Pedro Gonçalves; Rafael Simões; Susana Rita

Data: 29.05.2016

Partilha esta reportagem em