Reabilitar com paixão

A Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU-Viseu) pretende que o coração da cidade de Viseu volte a pulsar. A redução da população e a degradação dos imóveis do centro histórico de Viseu levou a atual autarquia a intervir.


Um grupo de 27 repórteres percorre as artérias do centro histórico da cidade de Viseu e sente a paixão dos anfitriões enquanto falam da “Cidade Jardim”. Segundo Fernando Marques, arquiteto e administrador do SRU-Viseu, a Câmara Municipal de Viseu tem vindo a adquirir imobiliário com vista à reabilitação urbana. Um desses exemplos é o Museu da Cidade, que tem vida na antiga Livraria Dias. De espaço degradado transformou-se em espaço inovador de preservação e de divulgação da história e da cultura de Viseu. Este não é caso único, ao longo da Rua Direita os Guias, do 3.º ano da Licenciatura em Turismo da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu, sublinham a ideia da reabilitação de espaços para utilização pública, mostrando o edifício, Palácio do Visconde de Treixedo, renovado, para onde se transferiu a Escola Profissional Mariana Seixas, trazendo centenas de alunos para o centro histórico da cidade, rejuvenescendo-o. O mesmo vai acontecer com e a deslocalização da Polícia Municipal, dos Serviços de Água de Viseu e do Espaço Cidadão.

Vários outros projetos estão na forja, como a recuperação do antigo Orfeão e o alojamento para estudantes (Viseu Aconchega), em edifícios adquiridos e recuperados para SRU.

A habitação permanente já é uma realidade em casas outrora devolutas, que foram adquiridas e recuperadas, de forma sustentável, pela SRU-Viseu e arrendadas a casais jovens.

O investimento na arte e cultura é outra estratégia, referida por Fernando Marques, para foco de atração ao coração histórico da cidade. Os “momentos exuberantes”: Europead (Festival Europeu de Folclore), Jardins Efémeros e Street Art são prova disso.

A paixão pela cidade fê-la ultrapassar muitos dos seus problemas, superar divergências partidárias, deu voz à população, unindo-a, transformando Viseu na “Melhor Cidade para Viver” (Escolha do Consumidor, Deco 2018). Em Viseu os problemas superam-se com paixão. Em Viseu sente-se a paixão de viver.

 

Alunos envolvidos no projeto: Grupo P - Ana Jones; Andreia Luz; Catarina Pardal; Eduardo Cunha; Isilda Monteiro; Sara Correia

Data: 15.11.2018

Partilha esta reportagem em