Radio Voz do Sorraia, um exemplo de sobrevivência

A rádio local está viva e a Rádio Voz do Sorraia (RVS) é o exemplo disso. A emitir há 33 anos, a partir de Coruche, a RVS desempenha o papel da rádio local que informa e anima a população do concelho de Coruche e limítrofes, apesar das dificuldades financeiras.

Fundada em 1986, sob a forma de cooperativa, a “Voz do Sorraia”, rádio do concelho de Coruche, está no ar há 33 anos com uma grelha de programação diversificada, que vai dos noticiários locais e regionais aos programas de animação e debate, e passa pelos tradicionais programas de discos pedidos, que caracterizam as grelha de programação das rádios, explicou o diretor Joaquim Banha.

Joaquim Banha – Fundador e diretor da RVS

Com emissão 24 horas, em 94.7 FM, que chega a todo o concelho de Coruche, a quase toda a região do Ribatejo e Alentejo e à Grande Lisboa, a rádio atingiu o seu auge quando foi  legalizada em 1989 e deixou de ser considerada “pirata”. Em 2011, enfrentou a pior situação devido a problemas de gestão financeira, que quase a forçaram a encerrar.

O diretor de programas, Carlos Manuel Anacleto, lamenta a falta de investimento em publicidade pelas grandes empresas do concelho de Coruche, que apesar de terem capacidade financeira “não ajudam a radio”. Carlos Manuel procura captar a audiência jovem modificando a grelha de programação, através da colaboração voluntária de interessados em realizar programas. A equipa da emissora é composta por 3 funcionários e  5 colaboradores, que com trabalho voluntário possibilitam o funcionamento da RVS.

Carlos Manuel – Diretor de Programas e fundador da RVS

Apesar das dificuldades financeiras, a rádio sobrevive com a publicidade das pequenas e médias empresas e com o apoio das Juntas de Freguesia e da Câmara Municipal, fundamentais para o seu funcionamento. Estes parceiros participam também na programação, nomeadamente com os programas “A Voz das Freguesias”, da responsabilidade das Juntas de Freguesia do concelho e “Magazine Autárquico da Nossa Terra”, produzido e realizado pelo Município de Coruche.

A direção da rádio mantém-se otimista, destaca a mudança de instalações como o inicio de um novo ciclo para a rádio e acredita que vão conseguir atrair colaboradores de forma a assegurar o futuro deste meio de comunicação e, assim, continuar a cumprir o seu serviço de proximidade.  A Rádio Voz do Sorraia desafia a população, e em especial os jovens, a colaborar e a participar na grelha de programação através de propostas de programas.

 

Alunos envolvidos no projeto:

Data: 11.04.2019

Partilha esta reportagem em