Programa 25.000 árvores até 2025 pela nossa Floresta Autoctóne

O “25 000 árvores para 2025, é uma iniciativa do Município de Vila Nova de Famalicão, que procura integrar várias iniciativas, envolvendo ativamente diversas entidades e toda a comunidade na valorização, proteção e plantação de árvores.


Quando procuramos conhecer as iniciativas do Município de Vila Nova de Famalicão para a recuperação e proteção da sua floresta, acabamos, inevitavelmente, por conhecer o programa Plantação de 25.000 árvores até 2025, que se apresenta com o nome “25 000 árvores para 2025”. A Engenheira Ana Silva, coordenadora do programa, faz parte da equipa do Gabinete de Sensibilização Ambiental do Município de Vila Nova de Famalicão, apresentou-nos o programa e falou-nos de algumas actividades desenvolvidas no âmbito deste programa.

Programa Plantação de 25.000 árvores até 2025

“25 mil árvores para 2015”, é um programa promovido pelo Município de Vila Nova de Famalicão que tem como principal objetivo reabilitar aproximadamente 25 hectares do território concelhio até 2025, através da plantação de 25 mil árvores de espécies autóctones em áreas urbanas, espaços rurais, ao longo das linhas de água e em montes e serras. Arrancou em setembro de 2016 e prolonga-se até 2025, tendo a duração de 9 anos.

O programa como principal objetivo contribuir para a redução dos efeitos das alterações climáticas através do aumento da área florestada do concelho. Para isso, são objetivos mais específicos, a definição do plano de arborização concelhio e tipificação de normas para plantação de árvores; a criação de berçários de espécies autóctones; o envolvimento e participação ativa da comunidade (coresponsabilização) na valorização, proteção e plantação de árvores.

O referencial de ação do programa passa por sensibilizar a comunidade para a importância das árvores; promover a (re)florestação do território através da plantação árvores e arbustos autóctones para enriquecer a biodiversidade, sequestrar carbono, melhorar a qualidade do ar, amenizar o aumento global da temperatura, proteger os solos e contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas; aumentar a resiliência e adaptação da comunidade às alterações climáticas.

Até 2025, o plano de ação é estruturado e suporta dois grandes momentos: o primeiro que incluir a celebração dos dias da Floresta Autóctone, a 23 de novembro, e o Dia Mundial da Árvore, a 21 de março, e as Campanhas de Adoção de Árvores e Arbustos Autóctones; o segundo momento que se estende de Outubro a Março, com ações de plantação/reflorestação e criação de berçários através de sementeiras de espécies autóctones. O Programa também prevê a criação de uma bolsa de terrenos/espaços, públicos ou privados, para plantação de árvores. Este processo implica a identificação dos potenciais terrenos, cujos proprietários estejam interessados e onde se possa proceder à reflorestação, com ajuda das Juntas de Freguesia, empresas, escolas, e outras entidades. Cada iniciativa será analisada e, caso seja necessário, será elaborado um projecto que terá que ser aprovado pelo ICNF, Instituto da conservação da Natureza e das Florestas.

Atividades no ano letivo 2017-18

Durante o presente ano letivo, o programa levou a cabo muitas iniciativas que envolveu cerca de 300 voluntários de diferentes associações e entidades. Ei algumas das atividades promovidas: a 23 de Novembro, inauguração dos berçários Eco-Escolas em algumas escolas do conselho e sementeira de 30 variedades de sementes autóctones; a 24 de novembro, a distribuição de 10 variedades de sementes autóctones pelas escolas do município; a 29 de novembro, a Reflorestação das margens do rio Este através de estacaria de 420 Salgueiros e plantação de 150 Amieiros com a colaboração de voluntário de escolas do ensino profissional; durante o mês de fevereiro de 2018, fizeram a divulgação do projeto “25000 até 2025” e do projeto “Os Nossos Rios” na população em geral; a 3 de março de 2018, realizaram a plantação de 50 árvores na União de Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos; a 21 de março, durante a celebração da Rota pela Floresta, no Vale do Este, foi plantada a árvore 5000 do projeto “25000 árvores” pelo Sr. Presidente do Município; durante o mês de março, realizaram-se doações de 1194 árvores para comemorações do Dia da Floresta; a 26 de março, marcou-se a primeira adesão de terenos privados ao programa com a plantação de 450 árvores no terreno em Sezures; a 29 de março, promoveram uma sessão de esclarecimento sobre Plantas Exóticas, Invasoras e Autóctones com sessão aberta ao público em geral.

O programa conta hoje com 8479 árvores e arbustos plantados. As 25 mil árvores até 2015 é um compromisso do município e, cada vez mais, de todos nós. São necessárias muitas iniciativas e a participação de todos para a recuperação da nossa floresta autóctone.

 

Alunos envolvidos no projeto: Beatriz Martins; Beatriz Machado; João Martins; Nelson Guedes; Marta Araújo

Escola: OFICINA – Escola Profissional do Instituto Nun’Alvres

Data: 29.05.2018

Partilha esta reportagem em