O nascer de uma nova esperança

A Embaixada Norte Americana promoveu um evento de reflorestação do Pinhal de Leiria, o FestVerde, o qual contou com o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande, da Quercus e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Com este evento, realizado no dia 16 de novembro de 2019, os embaixadores norte-americanos, George e Mary Glass, objetivaram a plantação de 5000 espécimes autóctones da região, assim como, a sensibilização de assuntos relacionados com o ambiente.


ICNF teve duas operacionais, ao longo do dia, para ajudar os voluntários.

Nos últimos anos, o nosso país foi fustigado com múltiplos incêndios causando todo o tipo de danos imagináveis e não imagináveis, entre o quais se destaca o incêndio que destruiu mais de 80% do Pinhal Real.  Desde dessa altura, já várias ações e iniciativas de reflorestação foram realizadas e, podemos juntar o FestVerde a essa lista. Esta iniciativa de reflorestação, é apenas a primeira de várias, que embaixadores norte-americanos pretendem realizar em Portugal, tendo como meta final, a plantação de 20 000 árvores. George e Mary Glass chegaram a Portugal a meio de um dos períodos mais críticos, nos últimos tempos, no que toca a matéria de incêndios florestais, ficando desta forma sensibilizados para a reflorestação das diversas áreas ardidas em território nacional.

O embaixador norte-americano afirmou ainda que, apesar do atual foco, estes pretendem contribuir para a reintrodução de animais, que desapareceram devido aos incêndios florestais.

Este evento decorreu com o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande, na pessoa de Cidália Ferreira (atual presidente da CM Marinha Grande), do ICNF, que contaram com dois operacionais em terreno no decorrer da atividade, e também contaram com o apoio da Quercus, representada por Paula Nunes da Silva. Esta afirma que a Quercus foi contactada pela embaixada dos EUA, demonstrando o compromisso que esta associação tem tido ao longo dos anos, na proteção e promoção de medidas sustentáveis. Por esse motivo, Paula Nunes da Silva, uma das apresentadoras da rubrica “Minuto Verde” da RTP1, confessou que a medida mais fácil de tomar, relativamente à sustentabilidade passa por “Mudar os nossos hábitos para hábitos saudáveis”.

A adesão a esta iniciativa foi muito positiva, sendo por isso, um dos motivos para que Dulce Graça, professora na Escola Secundária de Alpiarça, motivasse um grupo de 14 alunos a participar nesta campanha. Segundo esta professora de Inglês, “A crise ambiental é um problema de todos nós”, reforçado assim a importância deste tipo de iniciativas, que também motivam os seus alunos e servem de exemplo para todos.

Maria Ludovico, uma jovem de 17 anos, afirmou que: “Podemos não notar diferenças agora nem nos próximos meses e anos, mas vai, sem dúvida, fazer a diferença para os nossos filhos e netos”.

Apesar desta iniciativa não ter partido de autoridades nacionais, foi realizada com sucesso. George Glass não quis deixar a oportunidade para deixar uma mensagem aos jovens (e não só): “You always can change the future”.

 

Alunos envolvidos no projeto: Susana Santa Rita; Joana Pedro

Data: 18.11.2019

Partilha esta reportagem em