Move-te com o Rock

O Rock in Rio, Lisboa, recebe diariamente cerca de 60 000 pessoas de inúmeros pontos do globo. Para os participantes se deslocarem para o festival, durante cinco dias, utilizam diversos meios de transportes, o mais frequente é o automóvel particular.


O Rock in Rio (RIR) Lisboa recebe diariamente cerca de 60.000 pessoas de todos os cantos do mundo. Para os participantes se deslocarem durante os cinco dias do festival têm a possibilidade de utilizar diversos modos de transportes. O transporte individual continua a ser o mais frequente.

As diversas deslocações para a cidade do Rock provocam emissões de poluentes atmosféricos. Na verdade, cerca de 52% da pegada carbónica é provocada pela forma como o público se desloca para o recinto, sendo os restantes 48% correspondentes a emissões geradas pela energia consumida na produção do evento até ao consumo de energia associado ao tratamento de resíduos durante todo o festival, incluindo nos momentos de montagem e desmontagem das estruturas.

Mais coletivos, menos particulares

IMG_9248_1

Sinalética dos transportes públicos a utilizar no RIR

De forma a contrariar esta tendência, o RIR promove campanhas de sensibilização, apelando à utilização dos transportes coletivo, em detrimento do automóvel. A parceria estabelecida com entidades como a Carris, CP, Fertagus, Metropolitano de Lisboa e Transtejo, veio favorecer adesão do público pelos transportes coletivos.

Apesar de ser mais eficiente e mais económico, contribuindo para a redução da emissão de CO2 por transportar mais pessoas numa só viagem, os transportes públicos continuam a ter pouca adesão e as campanhas já realizadas não têm sido suficientes para alterar os comportamentos dos festivaleiros.
A comodidade e a flexibilidade associada ao automóvel continua a ser, para a grande maioria das pessoas, aquilo que é mais valorizado.

 

Alunos envolvidos no projeto: Inês Português; Jéssica Santos; Rúben Antunes

Data: 21.05.2016

Partilha esta reportagem em