Hotel Vale do Rio – Um hotel autossustentável

O eco hotel, Hotel Vale do Rio, é um projeto inovador em todo o país. Localizado na freguesia de Palmaz, em Oliveira de Azeméis, este hotel uniu a serenidade da natureza e o bem-estar à preservação do meio ambiente e a práticas de gestão sustentáveis, sendo, hoje, um hotel autossustentável.


DSC_0022

O Hotel Vale do Rio é um recente projeto, inovador no país, que junta o útil ao agradável, oferecendo o lazer e bem-estar de qualquer hotel, aliado à utilização de métodos de aproveitamento de energia amigos do ambiente.

O hotel surgiu num local onde existia uma mini-hídrica, a qual foi o ponto de partida para a ideia de um hotel que fosse autossuficiente do ponto de vista energético. Para esta ideia se tornar realidade, foram, então, adicionando os outros tipos de energia presentes no estabelecimento, destacando-se, para além do aproveitamento da energia hídrica, o aproveitamento da energia solar, da biomassa e da queima de óleos combustíveis.

Após o restauro e aperfeiçoamento da mini-hídrica já existente no local, foi possível utilizá-la para aproveitamento da água do rio Caima (onde está situada a mini-hídrica e, também, o Hotel Vale do Rio), mantendo também, deste modo, o rio livre de poluição. A mini-hídrica possui um mecanismo que transforma a energia cinética, derivada do movimento do rio, em energia elétrica, aquando da sua passagem pelas turbinas da mesma. Este método é apenas funcional quando o caudal do rio se encontra elevado, o que acontece durante, aproximadamente, 9 meses por ano, principalmente durante o inverno.

A unidade hoteleira aproveita a energia proveniente do sol de duas maneiras diferentes: através de painéis térmicos e de painéis fotovoltaicos. Os painéis térmicos, também denominados placas coletoras, transformam a energia solar em calor, utilizado para aquecer fluidos, como a água da piscina do hotel. Por outro lado, os painéis fotovoltaicos utilizam um fenómeno denominado por “efeito fotoelétrico”, em que através de processos de absorção de protões e de libertação de eletrões, realizados pelas células fotovoltaicas, se consegue produzir corrente elétrica. Ao contrário da utilização da mini-hídrica, a recorrência a este método de aproveitamento de energia acontece maioritariamente no verão, na presença do sol, sendo estas energias complementares e havendo a geração de energia durante todo o ano.

Há ainda um aproveitamento de restos vegetais das florestas envolventes, bem como a utilização de pellets (obtidas através da limpeza das florestas e dos desperdícios das indústrias madeireiras), que são queimadas continuamente. A energia produzida através da queima desta biomassa é, também, essencial para o bom funcionamento do hotel.

Por fim, a unidade hoteleira recolhe resíduos de óleos alimentares para proceder à produção de biodiesel, que é utilizado no motor a óleo vegetal. Este é outro exemplo de como é possível reutilizar e aproveitar resíduos prejudiciais ao ambiente, que seriam descartados em muitos outros hotéis, provando que este hotel se empenha na preservação do ambiente.

Por todas estas razões apercebemo-nos que o Hotel Vale do Rio tem vindo a desenvolver um trabalho notável no que concerne à preservação e utilização correta dos recursos fornecidos, cumprindo, portanto, o seu objetivo de ser autossustentável.

 

 

Alunos envolvidos no projeto: Marta Ribeiro

Data: 29.02.2016

Partilha esta reportagem em