Há recursos minerais em Oliveira de Azeméis?

Minas-do-Pintor-300x290

Aspeto de uma paisagem das minas do pintor

Pretendendo responder ao desafio da nossa professora de Biologia e Geologia e à nossa curiosidade, trata-se de conhecer um pouco mais sobre a nossa terra, fizemos uma pesquisa sobre a exploração dos recursos minerais em Oliveira de Azeméis querendo agora partilhar convosco o resultado.

A região de Oliveira de Azeméis é composta, principalmente, por rochas sedimentares, mas também por rochas metamórficas, porque sofreu pressão tectónica devido à formação da Serra da Freita.
Atualmente, no nosso concelho, só se extraem recursos não metálicos, que são usados, maioritariamente, como matérias primas para a construção.

As Minas do Pintor
Outrora, em Oliveira de Azeméis, eram explorados recursos metálicos/submetálicos como por exemplo o arsénio.
A extração era feita nas Minas do Pintor, de onde também se obtinha tungsténio, estanho, cobre, chumbo, prata e ouro.

 

Tungst--nio-300x183

Fragmento de tungsténio

As Minas do Pintor localizam-se a noroeste da freguesia de Nogueira do Cravo tendo sido exploradas pela empresa The Anglo-Peninsular Mining & Chemical, Cª Ldª entre 1875 e 1958.
A mina tinha apenas uma entrada e a extração de arsénio era feita através de único poço com cerca de 204 m de profundidade.
O terreno é composto por xistos e calcários pré câmbricos.
A paragem da extração dos minérios nestas minas foi devido ao facto desta ter provocado danos ambientais tais como:
Erosão e lixiviação dos escombros
Descarga contínua de tóxicos para as águas da ribeira do Pintor, contaminando-as
A população comenta que próximo da mina ainda se sente o cheiro a arsénio.

 

O Depósito de caulino de Bustelo
Na área de Oliveira de Azeméis destacam-se os depósitos de caulino de Macieira de Sarnes e Bustelo. Relativamente ao caulino explorado em Bustelo, este deriva de processo de alteração de rochas granitóides gnáissicas de duas micas. A ocorrência de Bustelo aflora num granito gnáissico, de duas micas de grão grosseiro. Toda a área se encontra igualmente tectonizada e abundam estruturas filonianas.

Caulino-300x214

Imagem de um fragmento de Caulino

Enquadramento-Geologico-174x300

Enquadramento geológico-estrutural da área de exploração de caulino de Bustelo.

Pedreira Sacramento

Brita ou pedra britada é um material proveniente da fragmentação de diversos tipos de rocha.

Nos agregados produzidos na pedreira Sacramento, em Travanca, os estudos realizados mostram que os fragmentos de brita são, essencialmente, de granitos de duas micas que sofreram deformação por forças de cisalhamento. Na pedreira Sacramento são ainda identificados migmatitos e granitos.

A brita é usada na pavimentação de diversos espaços, na base de pisos, edificação de colunas, construções de grande porte construção de estradas e também decoração, entre outros…

Brita-300x150

A brita da Pedreira Sacramento

Apesar da constituição geológica diversificada, há pouca exploração de minerais em Oliveira de Azeméis
Oliveira-de-Azem--is-300x234

Rita Marques, João Moreira, Marta Martins, Rafaela Cardoso e Xavier Bento: 11º A

 

Alunos envolvidos no projeto: Rita Marques; João Moreira; Marta Martins; Rafaela Cardoso; Xavier Bento

Escola: Escola Secundária Soares Basto

Data: 25.06.2015

Partilha esta reportagem em