Greve Climática Estudantil : gerações unidas pela justiça climática

No passado dia 24 de maio, em Lisboa, milhares de jovens aderiram à Greve Climática Estudantil. Unidos pela defesa da Terra, e. reivindicando justiça climática, ecoavam frases como "Não há planetas B", " Sr. Primeiro-Ministro, explique-me por favor, porque é que no inverno ainda faz calor?" entoadas a plenos pulmões. Apesar de se tratar de uma Greve Climática Estudantil encontravam-se a protestar cidadãos de todas as idades, ilustrando com mais veemência a transversalidade deste flagelo, comum a todas as gerações, nomeadamente as vindouras.


Entre os milhares de jovens que se encontravam a protestar, empunhando um cartaz onde se podia ler ” Para quê estudar por um futuro que não vamos ter” encontravam-se Mariana Pessoa, estudante do 12º ano e Vitória Freitas do 11º ano, envergando uma T-Shirt alusiva ao tema.

Mariana confessa que o sentido de responsabilidade perante o Planeta Terra sempre esteve presente em si. Não obstante, no início deste ano, o documentário “Cowspiracy”, aguçou-lhe o interesse por esta causa. Destaca também a importância de um professor para a formação da consciencialização acerca deste problema. Remata ainda dizendo que ” Se não formos nós, ninguém vai defender esta causa por nós”, frisando ainda a pertinência da greve como uma forma de alguns estudantes, que, à semelhança de Mariana e Vitória, por se encontrarem na menoridade não poderem votar, se fazerem ouvir e difundirem esta mensagem.

Quando questionadas acerca de possíveis formas de combater este problema, Vitória defende a necessidade de recuar no tempo, devolvendo o protagonismo ao vidro, em detrimento do plástico. Sugeriu também, ideia da sua mãe, a colocação de imagens, por exemplo, nas garrafas de plástico, que sensibilizem os consumidores para o perigo do consumo do mesmo, à semelhança do que já acontece nos maços de tabaco. Já Mariana considera pertinente implementar restrições ao consumo de carne, não obstante, frisa a dificuldade de tal, dado o enraizamento do mesmo na cultura portuguesa.

This slideshow requires JavaScript.

 

Alunos envolvidos no projeto: Sofia Castanho

Data: 03.07.2019

Partilha esta reportagem em