Energia cinética, a energia do futuro

Energia cinética, a energia do futuro

 Atualmente, existem 42 Centros/Clubes UNESCO de Norte a Sul de Portugal, sendo um deles o Centro “Aldeia das Ciências”, localizado em Évora.

O Centro UNESCO “Aldeia das Ciências”, situado na antiga escola EB1 do Louredo 2 (Senhor Jesus dos Aflitos- Évora), nasceu em Setembro de 2008. Foi criado pela AJPRA – Associação de Desenvolvimento Comunitário, Cultural e Educacional em conjunto com a Comissão da Unesco.

A energia produzida pela bicicleta faz trabalhar a máquina de lavar

A energia produzida pela bicicleta faz trabalhar a máquina de lavar

O Centro, coordenado por Aires de Carvalho, tem como principais objetivos promover o desenvolvimento sustentável, ensinar formas alternativas de produção de energia mais amigas do ambiente e dar a conhecer às pessoas algumas das dificuldades que existem em produzir energia.

Para satisfazer estes objetivos, o Centro apresenta vários projetos incentivando a população a aproveitar energias mais limpas. Destacam-se a construção e demonstração de um forno solar que permite cozinhar saborosas refeições e o projeto Cinebike, que retende levar o Cinema às áreas rurais mais remotas sem acesso à energia elétrica. A transformação da energia cinética produzida por uma bicicleta especial, permite alimentar uma bateria capaz de fazer funcionar um projetor de cinema.

Espaço de Exposições na Aldeia das Ciências

Espaço de Exposições na Aldeia das Ciências

Na Aldeia das Ciências, para além de poder visionar um interessante filme que conta a história da cidade de Évora através da utilização da água ao longo dos tempos, o visitante poderá ainda usufruir de uma interessante exposição onde, recorrendo à reutilização de materiais, é possível explorar de forma interativa diversos jogos e instalações que procuram sensibilizar para a importância da preservação da água.

É possível testar o aproveitamento da força motriz produzida pelo ser humano, para, por exemplo produzir vento ao fazer girar um conjunto de  pás ou participar em vários jogos dinâmicos espalhados pela exposição que põem à prova os conhecimentos dos visitantes que por lá passam.

 

Alunos envolvidos no projeto: Susana Almeida Santa Rita; Ana Cruz Rosa; Cláudia Costa

Data: 10/04/16

Partilha esta reportagem em