Consciência ambiental – Lanche, a quanto obrigas!

Consciência ambiental – Lanche, a quanto obrigas!

No âmbito da campanha Litter Less e do projeto Erasmus+”got pollution? be the solution!… recycle “, pretendeu-se monitorizar o lixo inorgânico produzido, nos intervalos (momento de lanche), ao longo do dia, da semana e do ano, pelos alunos. Este trabalho também revelou o que se come ao lanche, e, consequentemente, em que tipo de consumidor nos tornamos.

Ao longo de uma semana, foi recolhido o lixo produzido, em cada intervalo, pela turma do 6º B, turma tida como amostra e constituída por 30 alunos. O lixo orgânico não foi contabilizado. Com este trabalho pretendeu-se fazer uma estimativa do lixo produzido ao longo de um ano letivo, pelo total das turmas da Escola Básica André Soares, de Braga, que tem 45 turmas, num total de 1245 alunos, do 5º ano ao 9º ano.

IMG_20161124_131537

Ao longo de uma semana, os alunos da turma depositaram as embalagens e lixos não orgânicos resultantes dos lanches, num saco colocado na sala. No final de cada intervalo, a delegada de turma recolhia o lixo e colocava o saco numa despensa.

IMG_20161124_131510

No final da semana, o total do lixo produzido foi pesado, num total de 11 intervalos.

Desta análise pôde observar-se o seguinte:

  • A turma produziu 12 litros de lixo, numa semana;
  • Considerando que ao longo da semana há onze intervalos, em média, por intervalo, a turma produziu 1,09 litros de lixo;
  • Sabendo que a escola tem 45 turmas, totaliza-se 49,05 litros de lixo por intervalo;
  • No final da semana, todas as turmas terão produzido 540 litros de lixo;
  • No ano letivo 2016/2017, considerando 34 semanas de aulas, serão produzidos, em média, 18360 litros de lixo!…

IMG_20161126_093303

Desta nossa investigação, pode concluir-se que, ao longo de um ano letivo, serão produzidos aproximadamente 18360 litros de lixo inorgânico, nesta escola. Uma parte destes resíduos é colocada no lixo indiferenciado, o que nos leva à necessidade de chamarmos à atenção todos alunos e responsáveis da escola, procurando que se faça a triagem do lixo, de modo a que este seja reciclado e que possamos promover um desenvolvimento mais sustentável. É urgente que a direção da escola tenha acesso a estes resultados e que se tente arranjar soluções. Uma resposta imediata a isto seria a reintrodução dos sacos de lixo diferenciados em cada sala e que, desta vez, todos nós colocássemos os resíduos nos lugares certos.

Mudar os nossos hábitos para vivermos num mundo melhor é cada vez mais urgente. A consciência ambiental necessária para promover a mudança não parte apenas das escolas. A escola pode realizar ações que visam a reciclagem e a reutilização, mas o chavão REDUZIR parte do lar, das nossas casas.

Em termos ambientais, as consequências são devastadoras! Poluição dos solos, das águas, dos oceanos. São centenas de toneladas de lixo que todos os anos são retiradas dos oceanos. Centenas de animais são vítimas desses lixos que vagueiam nos mares. Além disso, os nossos hábitos consumistas não prejudicam só o meio ambiente. Infelizmente, os lanches das crianças e adolescentes são, maioritariamente, compostos por alimentos processados e embalados. As consequências, no futuro, serão preocupantes – doenças. Atualmente, é a batalha contra a obesidade.

Lixo produzido pelos alunos da turma

Vamos mudar os nossos lanches! Queremos comer de forma mais saudável! Vamos mudar o nosso comportamento! Vamos produzir menos lixo!

Alunos envolvidos no projeto: Catarina de Sousa

Data: 14/03/17

Partilha esta reportagem em