ADA em ação

A Associação Desenvolvimento Ação Social e Defesa do Ambiente – ADA, foi criada em 1989 com o objetivo de lutar contra a pobreza no concelho de Portel. Inicialmente registou-se como uma associação de defesa do ambiente, apesar de desenvolver variados projetos a nível social. A reduzida disponibilidade de recursos financeiros fez com que, entre 1989 e 1998, esta estivesse completamente inativa.

 

Nesta instituição trabalham cerca de 45 trabalhadores remunerados e um número variável de voluntários, que “trocam” o tempo de voluntariado por “bolotas” (moeda social da ADA), isto é, por bens de primeira necessidade, como roupas e alimentos. Esta é uma das iniciativas promovidas por esta Associação, denominada de “loja social” que pretende reduzir a pobreza em Portel, principalmente, as dificuldades de integração no mercado de trabalho da população mais necessitada. É de referir que o público-alvo desta entidade é a população idosa de Portel, tentando prestar o apoio domiciliário aos níveis socioeconómico e cultural, a fim de combater o isolamento e a pobreza. Existe também uma equipa de emergência social, que apoia toda a população de Portel, constituída por cerca de 6000 habitantes. Salienta-se a criação de quatro centros de dia no concelho: Alqueva, S. Bartolomeu do Outeiro, Portel e Santana.

ADA em ação

O Alqueva Hostel dispõe de wi-fi gratuito, aluguer de bicicletas, acesso para pessoas com mobilidade reduzida, cacifos individuais e ar condicionado.

Em 2012, a ADA iniciou um processo de remodelação da Escola Primária e Tele- escola de Alqueva, financiado pela EDP Produção, através da Hidroelétrica do Guadiana, construindo, assim, a Casa da Juventude de Alqueva – Hostel de Alqueva, inaugurado a 20 de setembro de 2013 pelo então Presidente da Câmara de Portel, Norberto Patinho, e pelo Presidente da “Turismo do Alentejo”, António Ceia da Silva. Entrou em funcionamento em 2014.

 

 

Em contraste com os objetivos iniciais da ADA, Rute Farinha, diretora de serviços da associação, revela sobre o Hostel “…a parte do ambiente está um pouco esquecida…”, adquirindo a componente da relevância. Afirma igualmente “…não temos nenhum projeto concreto relativamente à reciclagem.” No entanto, quando questionada acerca de eventuais projetos para modificar esta situação, declara “…estamos a trabalhar num projeto para o tornar mais eficiente a nível energético.”

 

Relativamente à divulgação desta unidade, Rute Farinha confidencia ainda “…não fazemos tanta promoção do Hostel como gostaríamos, principalmente, por motivos económicos.” É de notar que não tem página na Internet o que dificulta a sua divulgação. Os funcionários referem que a criação de um website é um dos objetivos a concretizar num futuro próximo. Outro problema apontado, prende-se com a insuficiente sinalização desta unidade hoteleira, constituindo um obstáculo, ao aumento da taxa de ocupação.

 

Consequentemente, a principal forma de atração de clientes é realizada através de panfletos, divulgação em rádios locais e nos media. Foi referida a importância de uma reportagem feita no local por uma estação de televisão nacional, que contribuiu para uma maior afluência de grupos maiores ao único alojamento desta aldeia. Da mesma forma a construção da barragem de Alqueva, a participação na feira de turismo nacional – BTL, a organização de passeios de canoa, bicicleta e torneios de mini golfe nacionais servem de impulsionadores do Hostel, atraindo turistas de França e Espanha, contribuindo para o desenvolvimento da região.

 

A ADA desempenha no concelho de Portel, um papel fundamental a nível social, prestando suporte à população, bem como a construção do Hostel de Alqueva é considerada, uma mais-valia, para esta aldeia apesar da necessidade sentida de melhorar a sua divulgação e de colocar em prática comportamentos mais sustentáveis a nível ambiental.

 

 

Grupo 1- Maria Carreira, Inês Matos, Pedro Charrua e Manuel Farias.

 

Alunos envolvidos no projeto: Maria Carreira; Inês Matos; Pedro Charrua; Manuel Farias

Data: 15.04.2016

Partilha esta reportagem em