A abrasão marinha e os riscos de desabamento na Praia da Consolação

A tão chamada de “Praia das Pedras” é rodeada por arribas, que com o tempo se vêm tornando instáveis. O vento, o peso das infraestruturas construídas no seu topo e a erosão proporcionada pela força das ondas e os materiais sólidos que transportam são as causas de prováveis deslizamentos que possam vir a acontecer no futuro.


Arriba na Praia das Pedras

A faixa litoral portuguesa é uma região muito procurada para a implementação de estruturas de lazer e recreio, sendo a mais procurada para habitações próprias e de férias. A Praia da Consolação está localizada na freguesia de Atouguia da Baleia, concelho de Peniche. A praia encontra-se dividida em duas por um forte.

O lado sul da praia é uma enseada coberta por rochas, possui um rico teor em iodo, que juntamente com a exposição ao sol, proporciona benefícios para tratamentos medicinais. Este facto é singular na Europa, levando à Consolação milhares de pessoas por ano.

Do lado sul da praia existe uma habitação construída no cimo de uma arriba, em que parte da casa está apoiada por traves de madeira e vigas. Estes suportes só estão seguros devido à arriba, mas eles já não está no seu melhor estado, visto que a construção já tem uma certa idade e as vigas começam a ficar frágeis por suportar tanto peso. A abrasão provocada pelo batimento das ondas na base da arriba e o próprio peso da habitação são possíveis causas de um futuro desabamento.

A abrasão marinha é uma forma de erosão marinha. Ela consiste no desgaste das rochas na zona da costa e é produzida pela fricção de ondas que transportam pedaços de rochas e outros tipos de materiais abrasivos. A abrasão é mais visível nas bases das arribas e este tipo de erosão torna as estruturas geológicas mais sensíveis, aumentando a sua possibilidade de desabar e leva a um progressivo recuo da linha de costa. Todos estes fatores vão contribuir para que uma arriba se torne numa falésia. A enseada da Praia da Consolação foi formada, porque era constituída por rochas de diferentes durezas, permitindo assim formar uma reentrância. O desgaste pela abrasão marinha pode levar à formação de baías, enseadas (como já foi referido) e diferentes saliências. Com o tempo, estas saliências podem separar-se completamente das arribas, dando origem a pequenas ilhotas perto da costa.

Os civis que querem construir infraestruturas numa zona de arriba, ou num local de risco devem ter em conta possíveis perigos e desabamentos que possam ocorrer. Como exemplo, a casa da imagem mostra-nos que no futuro, poderá haver um desabamento, pelo facto de naquela zona existir uma intensa abrasão marinha. Como tal, antes de se construir num local deste tipo, os indivíduos devem informar-se dos planos ornamento do território que se encontram nas Câmaras Municipais, para confirmar se existe ou não algum perigo de edificação.

 

 

Alunos envolvidos no projeto: Catarina Simões

Escola: Externato Cooperativo da Benedita

Data: 02.03.2018

Partilha esta reportagem em