A escola e a TUB amigas do ambiente

A mobilidade sustentável em Braga foi, mais uma vez, alvo de investigação da equipa Eco-Jornal Maximinos. Esta equipa de reportagem deslocou-se à TUB (Transportes Urbanos de Braga) para conhecer os esforços desta empresa para que Braga seja uma cidade amiga do ambiente.


A TUB possui 119 viaturas em serviço. Destas, 15 utilizam o gás natural e as restantes 104 utilizam o biodiesel/diesel. O biodiesel é um combustível renovável e biodegradável, produzido a partir de Óleos Alimentares Usados (OAU) e metóxido de sódio, através de uma reação de transesterificação. Este combustível surge como alternativa ao diesel de origem mineral.

Tipos e quantidade de residuos recolhidos-participantes e classificações do concurso Super-Ecológico (1periodo)

Campanha projeto Óleo +

Em 2008, a BRAVAL (empresa que procede à valorização e tratamento dos resíduos sólidos, no Baixo Cávado) lançou o projeto “Óleo +”, para a valorização deste tipo de resíduo. Nesse ano a escola (EB 2,3 Frei Caetano Brandão) aderiu a este projeto, distribuindo recipientes para o efeito e procedendo ao encaminhamento dos mesmos, quando cheios, para a BRAVAL. Este é um dos resíduos recolhidos durante o concurso Super-Ecológico, que decorre ao longo de todo o ano letivo, procurando estimular a reciclagem. Contudo, o esforço que a nossa e outras escolas têm desenvolvido ainda é insuficiente pois, em 2012, das 125 mil toneladas de OAU, apenas 3 mil toneladas foram recolhidas, em Portugal. Este número alerta-nos para a necessidade de sensibilizar a população para a recolha deste resíduo. Não basta proibir, por lei, o descarte dos óleos alimentares para o esgoto. Infelizmente, este continua a ser o destino final de uma grande quantidade de óleo, que é detetado pelos filtros nas ETAR`s, porque ainda não existe um sistema de recolha obrigatório nem fiscalização.

O biodiesel é um dos produtos obtidos através da valorização dos OAU e apresenta vantagens em relação aos combustíveis de origem fóssil, pois não é tóxico e tem origem em fontes renováveis. Tem uma melhor qualidade das emissões de gases, apresenta uma combustão mais completa e minimiza também a poluição da água. Não é considerado um combustível perigoso, logo, não é facilmente inflamável.

A partir do Biodiesel, no ano 2014, a TUB transportou 10.350.814 passageiros, dos quais cerca de 30.000 são utentes assíduos, perfazendo o total de 5.319.626 Km. Imaginem a quantidade de gases com efeito de estufa que teriam sido lançados se tivessem usado os combustíveis fósseis!

Para tornar este meio de transporte mais atrativo, a TUB será a primeira empresa portuguesa a implementar o “Bus Rapid Transit” (BRT), um sistema que tem demonstrado em várias cidades da Europa ser eficiente na redução de carros na cidade, na redução da poluição e da satisfação dos passageiros. É um sistema em que os autocarros circulam numa via adaptada e dedicada para a sua circulação e os intervalos entre cada composição não são superiores a 10 minutos. Este é um serviço que permite ser adaptado a cidades de várias dimensões.

O futuro circuito do BRT terá 15 quilómetros de extensão e permitirá resolver os problemas de mobilidade em Braga, fazendo com que a universidade passe a ficar na cidade.

O grande objetivo é transportar 20 milhões de passageiros em 2025.

Bibliografia:

Carneiro, M. (2012). Produção de biodiesel mediante ecovalorização de óleos alimentares. Dissertação de mestrado em Tecnologia Bioquímica em Saúde, Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto.

Informação estatística facultada pela empresa TUB

 

Alunos envolvidos no projeto: Ana Rita Vilaça (9º1); Beatriz Nicolau (9º1); Fátima Teixeira (9º1); Maria João Lapo (9º1)

Escola: EB 2,3 Frei Caetano Brandão

Data: 16.02.2016

Partilha esta reportagem em