O Turismo em Portugal tem adquirido novas proporções. O turismo rural é um dos exemplos da modernização desta atividade. Existe um projeto a decorrer no Talasnal, uma aldeia do Xisto pertencente à serra da Lousã, que tem como objetivo dar a conhecer a Lousã de um ponto de vista histórico e cultural aos turistas.

O turismo rural, ao contrário de outros tipos de turismo, caracteriza-se por uma relação de maior proximidade entre o proprietário e os turistas, visto que os hóspedes são inseridos no enquadramento histórico, nos costumes, nas tradições e nos

Casa Princesa Peralta- vista exterior

Casa Princesa Peralta- vista exterior

valores da região.
No Talasnal existem 2 tipos de turismo rural: Alojamento Local (AL) e Turismo em Espaço Rural (TER). O que distingue estes dois é o facto de o TER ser uma classificação mais exigente, em principio com qualidade superior, e incluindo obrigatoriamente o serviço de pequeno-almoço. É possível reconhecer estes tipos de turismo na Casa Lausus e na Casa Princesa Peralta respetivamente.

A Casa Princesa Peralta foi construída de raiz com finalidade turística, tendo a designaçao de TER enquanto a Casa Lausus foi remodelada posteriormente a partir de uma habitação de retiro de fim de semana, sendo um alojamento local. Para proceder à remodelação destas casas, houve apoio financeiro da Comunidade Europeia, uma vez que é um processo bastante dispendioso. O proprietário destas duas casas é Paulo Peralta, um professor do 1ºciclo que se considera o grande pioneiro do turismo rural no Talasnal. Apesar de referir que possui uma taxa de ocupação que ronda os 30% anuais,  Paulo Peralta refere que não é possível viver apenas do turismo que desenvolve atividade complementar à sua profissão de professor do primeiro ciclo. Refere ainda que abdica de fornecer alguns serviços que está autorizado, para que outros negócios existentes na aldeia, que possuem o mesmo tipo de serviços, possam também obter rendimento, como por exemplo servir refeições e desenvolvimento de atividades lúdicas, criando desta forma sinergias com outros negócios locais.

No Talasnal, como em muitos outros locais, o turismo está sujeito a grandes variações sazonais, sendo o Verão a época alta. Por outro lado, o facto da aldeia estar isolada faz com que a grande maioria dos turistas não queira permanecer durante longos períodos.

A divulgação da oferta destas casas é feita através da Internet, utilizando diversas plataformas tais como o site da Câmara Municipal da Lousã ou da rede das Aldeias do Xisto. Os hóspedes que procuram casa no Talasnal são maioritariamente de nacionalidade portuguesa, nomeadamente das grandes cidades do Porto e de Lisboa.

Aos hóspedes são sugeridas diversas atividades na região, como a rota “muralhas e castelos”, a rota “romana” – Conímbriga e Coimbra, percursos pedestres, visitas a Góis, Miranda do Corvo, Penela, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra.

 Grupo 2: Mara Estulano, Carlos Gonçalves, Eduarda Ventura, Maria Cravo e Paulo Teixeira

X