YRE Cyprus – Pensamentos

No momento em que recebi a oferta da viagem e do workshop dos Jovens Repórteres para o Ambiente no Chipre, hesitei. Mas soube que seria uma oportunidade única, portanto decidi ir. Acho que a viagem por si não foi o mais importante, mas o conhecimento de outras pessoas também interessadas em proteger o ambiente e que querem mostrar as suas ideias e projetos aos outros. Talvez a forma como me abriram os olhos aos atuais problemas relacionados com o lixo tenha sido o mais importante. Percebi que é mesmo necessário lutar pelo ambiente e o bem-estar do nosso planeta, que nos está apenas a ser emprestado.

Tanto a viagem como o workshop foram muito bem organizados e deixaram uma certa saudade. Gostei muito de visitar o Chipre de uma forma educacional e de lazer, uma ilha que se contrasta profundamente, desde resorts de férias para alemães reformados a cidades pouco desenvolvidas com vários prédios a cair. Não poderia ter visitado o Chipre de outra forma. Todas as aulas dadas, de fotografia, vídeo e escrita de artigos, foram muito bem organizadas e recebi informações importantes em como melhorar o meu trabalho.

Gostei particularmente de discutir e falar com outros colegas dos Jovens Repórteres para o Ambiente, Portugueses e de outros países, que me ajudaram a aprender novas coisas e fazer-me preocupar com outros assuntos importantes. Acho que a apresentação do nosso trabalho foi muito importante, e percebi que todos levam o assunto a sério. Foi extremamente agradável perceber isto, porque encontrava-me no meio de pessoas que tem o mesmo interesse que eu e foi muito mais fácil conversar com estas.

As visitas no Chipre, às lixeiras e às praias, foram muito interessantes e deram uma imagem aos factos apresentados no dia anterior, na Cyta. Todos os trabalhos realizados foram bem organizados e informativos.

Não só me preocuparam os problemas de lixo no mundo, mas também a poluição, os consumos excessivos e outros grandes problemas ambientais. Fizeram-me ver e fazer as coisas de uma forma diferente, preocupar-me com coisas diferentes. Espero que todos possam aproveitar os meus conhecimentos e ideias como eu o fiz com outros. A ideia é ajudarmo-nos todos, não alimentar o carácter egocêntrico que muitos têm em Portugal. Talvez seja um problema relacionado com a atual situação económica e social, espero que sim. O futuro ambiental do nosso planeta ainda pode ser mudado, se as pessoas pensarem de uma forma diferente. O mundo e o ambiente são de todos, e todos têm que se juntar para tratar destes.

Obrigado por tudo,

Alexander Almeida, 12 de Outubro de 2014

Sem Título

X