Diário de Viagem YRE Litter Less International Workshop

O meu nome é Mafalda Gomes e recentemente tive a oportunidade de participar no YRE Litter Less International Workshop, realizado em Chipre de 25 a 29 de Setembro.

No dia 25 de Setembro, após uma curta noite de sono, encontrei-me com o restante grupo português na entrada do Aeroporto de Lisboa. Despedimo-nos de familiares e professores e partimos juntos para esta aventura que nos aguardava a cerca de 5000km de distância.

Depois de uma viagem de aproximadamente 3 horas, fizemos escala em Frankfurt, onde conhecemos um pouco da cidade. Apesar do cansaço, o pequeno passeio foi único…Iluminada por escassos raios de Sol, Frankfurt aliava um caráter moderno ao histórico. Após uma breve pausa numa das esplanadas da praça central, voltámos para o aeroporto, de forma a chegarmos a Nicósia, o nosso destino final.

No dia 26, assistimos a uma conferência de boas-vindas, que se centrou na temática da gestão dos resíduos a nível mundial, com especial incidência na realidade cipriota. Efetivamente, Chipre ainda possui vários problemas na gestão de resíduos, sendo que pudemos verificar este facto presencialmente, numa visita à lixeira de Kochati. Aqui, um cheiro fétido envolvia-nos, deixando um rasto de podridão e a paisagem chocante prolongava-se até à linha do horizonte. Por outro lado, também conhecemos um caso exemplar, o aterro de Koshi, que sugere um novo panorama no futuro deste país.

Nos restantes dias, visitámos as famosas estâncias balneares cipriotas e vários monumentos de importante relevância histórica, incluindo Khirokitia, considerado Património da Humanidade pela UNESCO. Também conhecemos elementos de diversas delegações, oriundos de várias partes do mundo. Embora naturais de diferentes países e realidades, rapidamente descobrimos que todos possuíamos interesses em comum.

Dia 29, despedimo-nos de Chipre já nostálgicos em relação ao que deixávamos para trás. Três dias inesquecíveis, uma fusão de experiências culturais, ambientais, gastronómicas…

Um país tão peculiar, tão diferente de Portugal, que nos recebeu e acolheu calorosamente.

Mafalda Gomes, Colégio Valsassina

X