Este ano os Global Action Days vão ter um formato diferente|

 

Curso online e gratuito para jovens | Path of the Changemaker

 

Desafios #YREStayActive

Concurso Internacional #TrashHack

 

Desafios #YREStayActive - WaSH

 

Semana Virtual JRA

Semana Jovens Repórteres para o Ambiente de 16-19 de novembro

 

Webinars with Experts YRE

A Rede Global de Jovens Repórteres para o Ambiente organiza um conjunto de sessões online para Alunos e Professores

 

Reportagens JRA sobre COVID 19

Reportagens JRA durante o período de confinamento: artigos, vídeos, fotografias e podcast

1
1

"Uma das coisas que continua a marcar-me enquanto JRA é o facto de sermos colocados no terreno e sermos capazes de encontrar soluções no momento, independentemente das dificuldades." − Filipa Murta

As nossas notícias

"Em todas as missões e experiências, aprendemos novas informações e lições que ficam para a vida. Estou certa que são competências que contribuem tanto a nível pessoal, como profissional. No meu caso, pretendo seguir jornalismo e nada melhor do que ser uma jornalista que escreve e pensa de modo "sustentável"." − Filipa Murta

350
Reportagens Publicadas por Ano
24
Freelancers
2000
Alunos
122
Escolas Inscritas

"Sem sombra para dúvidas que esta foi a experiência mais enriquecedora da minha vida. Não só aprendi como posso ser um bom jornalista e como posso ser um bom cuidador do ambiente, como também conheci pessoas incríveis. Fiz amizades para a vida. E isso jamais irei esquecer!" − Ruben Matos | participante na Missão Góis 2017

Queres fazer parte do JRA?

Para aderir aos JOVENS REPÓRTERES PARA O AMBIENTE deves registar-te na plataforma e propor um projeto.

– projeto escola: a escola deverá ter acesso fácil à Internet para professores e alunos e estabelecer uma parceria com um órgão de comunicação social (local, regional ou nacional). O professor coordenador do projeto deverá guiar a investigação no terreno, e a apresentação e divulgação dos trabalhos de jornalismo ambiental.

– participação individual : JRA free-lancer – a metodologia é semelhante partindo-se do princípio que o jovem possui autonomia para desenvolver uma investigação local e a reportar na rede.


Sabe como