Encontros com sonhos e terras esquecidas

Encontros com sonhos e terras esquecidas

F1

Encontros com sonhos e terras esquecidas

 

 

 

F2

 

 

Lezíria ribatejana – O cavalo que não se encontra em estado selvagem é a resultado da seleção feita pelo homem. Devido a essa seleção o cavalo selvagem é cada vez mais incomum!

 

 

F3

 

 

 

O Rio Tejo inunda as planícies onde pastam os cavalos e vivem as garças e a íbis negra, a nova inquilina da Lezíria.

Perdeu biodiversidade. O sável, a boga portuguesa, o ruivaco são cada vez mais raros. Rio capacitado de uma beleza única proporciona uma beleza fotografica inigualavel em qualquer outro rio português

 

F4

 

Os barcos de cores apelativas alegram o Rio e os olhos dos visitantes

 

 

 
F5

Aqui todas as manhãs e finais de tarde pescadores partem nas suas pequenas embarcações à procura de enguia e lampreia para poder sobreviver numa terra onde a vida é dura.

 

 

 

F6

 

 

 

E nestas percorrem grandes e bonitos quilómetros deste rio, que guarda os seus sonhos…

 

 

 

F7
E no Rio Sorraia, afluente do Tejo, já não aparece a enguia nem a lampreia, vítimas dos açudes que impedem a sua migração. Fica em si representado uma morta realidade espelhada de um rio que já não tem vida em si que o alegre.

Resta de si um espelho de água, muitas espécies infestantes e…

 

 

 

F8

… o rosto de quem se lembra de um rio navegável, de onde se comiam enguias fritas e ensopado de lampreia.

Alunos envolvidos no projeto: Frederico Santos

Data: 31/01/17

Partilha esta reportagem em